cover.jpg

Minhas Publicações

CRISTIANO MASCARO

  • Instagram

O fotógrafo paulista Cristiano Mascaro tem na arquitetura das cidades um dos eixos fundamentais de sua obra. Isto também se explica por sua formação – na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), entre 1964 e 1968 -, mas tal processo vai se apurando ano após ano.

Da sua atuação como repórter fotográfico na revista Veja, nos anos 1960, Mascaro ainda guarda certa pulsão do fotojornalismo pelo inesperado, mas seu olhar tem mais a ver com o que se esboçava na sua primeira individual de 1974, certeiramente intitulada“Paisagem Urbana”, apresentada na galeria paulistana Enfoco.

Dois anos depois, o fotógrafo realiza um ensaio especialmente para a Pinacoteca do Estado de São Paulo, abordando dois bairros contíguos ao museu: Bom Retiro e Luz. Em 1981, Mascaro faz outra individual no espaço, “Ninguém ensina o que não sabe”. 

Entre os principais nomes que o influenciaram neste início de carreira, estão Henri Cartier-Bresson (1908-2004), André Kertész (1894-1985), Robert Frank (1924) e Sergio Larraín (1931-2012). São Paulo, cidade onde vive sempre foi central em sua obra: “Há uma diversidade, uma mobilidade, cenários variados. Você fica parado em uma esquina, e as coisas acontecem à sua revelia” dizia ele em 2008.

Mascaro é Mestre e Doutor pela USP, ganhador da Bolsa Vitae de Artes e de 3 Prêmios Abril de Fotojornalismo. Em 2006, participou como arquiteto homenageado da VI Bienal Internacional de Arquitetura e Design apresentando a exposição “O Brasil em X, em Y, em Z” e em 2007 recebeu o Prêmio Especial Porto Seguro de Fotografia pelo conjunto de sua obra. 
Atualmente, é fotógrafo independente e dedica-se a projetos pessoais.